Banner sobre o Grupo do WhatsApp da 15News
Coronavírus

Lar São Vicente de Paula, em Ibaiti, recebe monitoramento contra a Covid-19

Afim de evitar a contaminação dos moradores do lar, os testes de Covid foram realizados a cada 15 dias. 

A Secretaria Municipal de Saúde de Ibaiti completou, no dia 15 de julho, um ano de trabalho em conjunto ILPIS/Vigilância Epidemiológica e Atenção Básica com o monitoramento permanente dos idosos que residem no Lar São Vicente de Paula. Além do monitoramento, foram entregues máscaras, oxímetros e foi realizada a aplicação de vacinas contra a Influenza e a Covid-19.

O prefeito Antonely Cassio A. de Carvalho comemorou o sucesso da campanha, agradecendo a dedicação da Secretaria da Saúde e dos moradores do lar dizendo: “Parabéns a todos os profissionais de Saúde envolvidos e nosso agradecimento em especial aos moradores do lar que não é rotina fácil, principalmente para os que são testados a cada 15 dias, mas tudo em prol de um bem maior, a saúde e o bem-estar dos nossos queridos idosos”. 

Por conta da pandemia causada pela Covid-19, em maio de 2020, o governo aprovou a Nota Técnica nº 12/202, contendo orientações acerca dos serviços de acolhimento de pessoas idosas ou com deficiência no contexto de emergência em saúde pública. 

Outra medida adotada foi a realização de testes, tanto para as pessoas acolhidas quanto para os trabalhadores destes serviços, que apresentassem sintomas da Covid-19. Segundo a Nota Técnica DESF/SAPS/MS nº 11/2020, até mesmo o teste rápido imunológico poderia ser realizado a partir do 8º dia de sintoma, priorizando o teste PCR para as pessoas acolhidas que possuíssem comorbidades ou apresentassem sinais graves.

Segundo Leandro Moreira dos Reis, Secretário Municipal de Saúde de Ibaiti, o procedimento de testagem começou no dia 15 deste mês e a rotina, definida pela 19ª Regional de Saúde, foi realizar em todos os idosos e funcionários do lar. Caso houvesse paciente positivo para a Covid-19, o teste era repetido semanalmente até voltar a dar negativo. Com todos os testes apresentando resultado negativo, somente os funcionários repetiam a testagem a cada 15 dias. Se houvesse algum positivo, todo o processo iniciaria novamente.

Leandro explicou também sobre o cronograma adotado por eles:  “Foi realizado um cronograma pela coordenadora do local, e uma lista com todos os nomes. A Vigilância Epidemiológica, agenda com o LAREN de Jacarezinho, digita os documentos e a enfermeira juntamente com uma técnica, realizam as coletas. O material é enviado e a Vigilância Epidemiológica monitora os resultados e comunica a 19ª Regional de Saúde imediatamente”.

Leia mais notícias sobre o Norte Pioneiro e Campos Gerais em www.portalrvs.com.br. Nas redes sociais, a RVS pode ser encontrado no FacebookInstagramTwitter e YouTube. Para enviar uma sugestão de pauta ou critica entre em contato pelo nosso WhatsApp (15) 99719 6369.

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

Banner sobre o Grupo do WhatsApp da 15News
Ir Topo